QUARTO MANDAMENTO:       

“Honra teu pai e tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor, teu Deus, te dá”. (Ex 20,12; Dt 5,16; Ef 6,1-3).

“Honrar pai e mãe”

Abrangência muito maior que simplesmente obediência aos pais: (CEC 2199, 200).

  1. Fundamento da autoridade;
  2. Deveres dos filhos para com os pais;
  3. Deveres dos pais para com os filhos;
  4. Deveres para com as pessoas da família, Igreja e sociedade civil;
  5. Deveres para com pessoal doméstico (empregados).

Todos estes deveres constituem uma virtude: a Piedade = hábito sobrenatural que inclina a tributar aos pais, à pátria e a todos quantos com esta e aqueles se relacionam, a honra e serviços devidos.

1. Fundamento da autoridade = é necessária e querida por Deus para dar ordem à vida em comunidade para qual somos chamados a viver neste mundo. (Rm 13,1-7).

A família no plano de Deus = a comunidade conjugal está fundada no consentimento dos esposos.  O casamento e a família estão ordenados para o bem dos esposos, a procriação e a educação dos filhos.

Ao criar o homem e a mulher, Deus instituiu a família humana e dotou-a de sua constituição fundamental.  Seus membros são pessoas iguais em dignidade.  Para o bem comum de seus membros e da sociedade, na família há diversidade de responsabilidades, de direitos e deveres. (CEC 2201 – 03).

A família cristã é uma comunhão de pessoas, vestígio e imagem da comunhão do Pai, do Filho e do Espírito Santo.  Sua atividade procriadora e educadora é o reflexo da obra criadora do Pai.  Família = Igreja doméstica (CEC 2204-06; Ef 5,21-6,4; Col 3,18-4,1; 1Pd 3,1-7).

A família é a comunidade na qual, desde a infância, se podem assimilar os valores morais (formação da consciência), tais como honrar a Deus e usar corretamente a liberdade.  A vida em família é iniciação para a vida em sociedade. (CEC 2207, 2212).

2. Deveres dos filhos para com os pais: amor, respeito, obediência e ajuda nas necessidades materiais e espirituais.  (CEC 2214-18; Mc 7,10-13).

Pecados contra os pais:

  • Falta de amor interno e/ou externo;
  • Falta de respeito;
  • Desobediência;
  • Abandono material e/ou espiritual.

3. Deveres dos pais com os filhos: não estão limitadas às necessidades materiais, mas também à sua educação moral e à sua formação espiritual. (CEC 2221-23; 2230,33).

Pecados = amor desordenado, não subordinado ao amor de Deus – mimo excessivo, falta de autoridade, excesso de bens materiais.

4. Outros deveres que este mandamento impõe: outras pessoas a quem se deve obediência, amor e respeito de modo especial: parentes e amigos, pastores da Igreja, a Pátria e as autoridades civis. (CEC 2235, 36, 38-43).

Pecados = falta de respeito, amor e obediência às pessoas de nosso relacionamento íntimo e, em relação a Pátria: nacionalismo exagerado e falta de cumprimento dos deveres relacionados com esta como as leis justas, deveres políticos e civis etc.

5. Deveres para com os empregados: respeito ao ser humano, salário justo e necessidades materiais justas; além de apoio à sua vida espiritual.

Referências Bibliográficas. 

  • AQUINO, F.  A Moral Católica e os Dez Mandamentos. Cléofas, São Paulo, 2005.
  • BETTENCOURT, E.T.  Curso de Teologia Moral.  Escola “Mater Ecclesiae”.
  • Catecismo da Igreja Católica.  9ª edição. Ed. Vozes, Rio de Janeiro, 1997. nº 2052- 2557. 

Texto elaborado por Luiz Maurício Osório