Levanta-te e vai! Tua fé te salvou” – Lc 17,11-19;

11Sempre em caminho para Jerusalém, Jesus passava pelos confins da Samaria e da Galiléia. 12Ao entrar numa aldeia, vieram-lhe ao encontro dez leprosos, que pararam ao longe e elevaram a voz, clamando: 13Jesus, Mestre, tem compaixão de nós! 14Jesus viu-os e disse-lhes: Ide, mostrai-vos ao sacerdote. E quando eles iam andando, ficaram curados. 15Um deles, vendo-se curado, voltou, glorificando a Deus em alta voz. 16Prostrou-se aos pés de Jesus e lhe agradecia. E era um samaritano. 17Jesus lhe disse: Não ficaram curados todos os dez? Onde estão os outros nove? 18Não se achou senão este estrangeiro que voltasse para agradecer a Deus?! 19E acrescentou: Levanta-te e vai, tua fé te salvou.

————————–

O lugar onde se desenrola a cena explica que tivesse andado um samaritano junto com uns judeus. Havia uma antipatia mútua entre ambos os povos (cf. Jo 4,9: “Aquela samaritana lhe disse: Sendo tu judeu, como pedes de beber a mim, que sou samaritana!”… Pois os judeus não se comunicavam com os samaritanos.), mas a dor que unia aqueles leprosos era maior que os ressentimentos da raça.

Segundo a Lei de Moisés, os leprosos, precisamente para evitar o contágio, deviam viver longe do convívio de outras pessoas, e dar mostras visíveis da sua doença, cf. Lv 13,45-46: 45Todo homem atingido pela lepra terá suas vestes rasgadas e a cabeça descoberta. Cobrirá a barba e clamará: Impuro! Impuro! 46Enquanto durar o seu mal, ele será impuro. É impuro; habitará só, e a sua habitação será fora do acampamento”. Isto explica porque não se aproximavam de Jesus, e de longe elevavam a voz, expondo seu pedido aos gritos.

Jesus, antes de os curar, manda-lhes que vão aos sacerdotes para que certifiquem a sua cura, cf. Lv 14,2ss: 2“Eis a lei relativa ao leproso, para o dia de sua purificação. 3Será conduzido ao sacerdote, que sairá do acampamento para examiná-lo. Se a chaga da lepra estiver sã, 4o sacerdote ordenará que se tomem, para o que se vai purificar, duas aves vivas e puras, pau de cedro, carmesim e hissopo. 5O sacerdote imolará um dos pássaros sobre um vaso de terra cheio de água de nascente” e cumpram os ritos estabelecidos.

A obediência dos leprosos ao mandato de ir ao sacerdotes supõe uma prova de fé nas palavras de Jesus. Efetivamente, pouco depois de se porem a caminho, ficam curados.

Contudo, só um deles, o samaritano retorna louvando e agradecendo o milagre, recebe um dom ainda maior que a cura da lepra. Jesus, diz: “salvou-te a tua fé” (v.19), e louva as manifestações de agradecimento deste homem. O Evangelho conservou-nos a cena para nosso ensinamento. “Habitua-te a elevar o coração a Deus em ação de graças, muitas vezes ao dia. – Porque Deus te dá isto ou aquilo, e a sua vida… Dá-lhe graças por tudo, porque tudo é bom” (Caminho n.268)