12A fração do pão não divide Cristo: Ele está presente todo inteiro em cada uma das espécies eucarísticas e em cada uma das suas partes, desde o momento da consagração. E, Jesus se faz presente enquanto subsistirem as espécies eucarísticas.

Que tipo de culto é prestado a Eucaristia: – Ao sacramento da Eucaristia é devido o culto de latria (adoração reservado só a Deus, quer durante a celebração eucarística, quer fora dela)

 

A Igreja conserva com a maior diligência as Hóstias consagradas para:

Servir aos enfermos e às pessoas impossibilitadas de participar na Santa Missa: O chamado para servir aos irmãos, distribuindo a Sagrada Comunhão nas Missas, nas Celebrações da Palavra e de levá-la às pessoas idosas e doentes impossibilitadas de ir à Igreja para comungá-la. Este trabalho é muito gratificante, pois levamos o próprio Jesus aos mais fracos e doentes. São pessoas sofridas que precisam de força, de ânimo e de coragem. E as forças vêm de Jesus que disse: “Eu sou o Pão Vivo…”(Jo 6,51). Portanto levar Jesus aos idosos e enfermos é levar Jesus-Força, Jesus-Coragem, Jesus-Ânimo. É levar Jesus Vivo que fortalece, fortifica, anima, encoraja e consola o enfermo.

À solene adoração dos fiéis: Os ritos litúrgicos para a Exposição do SS Sacramento encontram-se no Livro do Ritual sobre a Sagrada Comunhão e o Culto da Eucaristia Fora da Missa, que cita o Direito Canônico:

Cân.942. – Recomenda-se que nas referidas igrejas e oratórios se faça todos os anos uma exposição solene do Santíssimo Sacramento, durante o tempo conveniente, mesmo não contínuo, para que a comunidade local medite mais profundamente o mistério eucarístico e o adore; só se faça tal exposição se se previr uma afluência razoável de fiéis e observando-se as normas estabelecidas.

Chama-se Exposição privada, quando apenas se abre a porta do Sacrário e o cibório permanece aí fechado.

Chama-se Exposição solene, ou pública, quando se usa a Custódia com uma hóstia grande, colocada sobre o altar, de modo que se possa ver melhor e se possa fazer uma adoração pública mais solene.

Para a Adoração do SS. Sacramento, quer em Exposição privada, quer em Exposição solene, deve haver leituras da Sagrada Escritura, cânticos e orações, algum tempo de adoração e meditação em silêncio, terminando com a bênção dada com a Custódia.

Procissão Eucarística;

Visita freqüente e à adoração do Santíssimo Sacramento.

 

Eucaristia é banquete pascal: Porque Cristo, pela realização sacramental da sua Páscoa, nos dá o seu Corpo e o seu Sangue, oferecidos como alimento e bebida, e nos une a si e entre nós no seu sacrifício.

O altar é o símbolo do próprio Cristo, presente como vítima sacrificial (altar- sacrifício da cruz) e como alimento celeste que se nos dá (altar-mesa eucarística).

A Igreja obriga: a participar na santa Missa a cada Domingo e nas festas de preceito e recomenda a participação nela também nos outros dias.

A Igreja recomenda: aos fiéis que recebam, com as devidas disposições, a sagrada Comunhão, prescrevendo a obrigação ao menos pela Páscoa.

 

Para receber a sagrada Comunhão é preciso:

Estar plenamente incorporado à Igreja católica e em estado de graça;

Espírito de recolhimento e de oração, com observância do jejum prescrito pela Igreja;

Ainda em atitude corporal (gestos, trajes), como sinal de respeito para com Cristo.

 

Os frutos da sagrada Comunhão:

Aumenta nossa união com Cristo e com a sua Igreja;

Conserva e renova a vida da graça recebida no Batismo e no Crisma;

Faz-nos crescer no amor para com o próximo;

Fortalece-nos na caridade;

Perdoa os pecados veniais;

Preserva-nos dos pecados mortais, no futuro.