HAYDON, Benjamin Robert. Christ's Entry into Jerusalem (1814-20) – Mount St Mary's Seminary, Cincinnati.

Procissão

Mc 11,1-10: “Hosana nas Alturas” (01.abr)

1Jesus e seus discípulos aproximavam-se de Jerusalém e chegaram aos arredores de Betfagé e de Betânia, perto do monte das Oliveiras. Desse lugar Jesus enviou dois dos seus discípulos, 2dizendo-lhes: “Ide à aldeia que está defronte de vós e, logo ao entrardes nela, achareis preso um jumentinho, em que não montou ainda homem algum; desprendei-o e trazei-mo. 3E se alguém vos perguntar: Que fazeis?, dizei: O Senhor precisa dele, mas daqui a pouco o devolverá.”  4Indo eles, acharam o jumentinho atado fora, diante duma porta, na curva do caminho. Iam-no desprendendo, 5quando alguns dos que ali estavam perguntaram: “Ei, que estais fazendo? Por que soltais o jumentinho?” 6Responderam como Jesus lhes havia ordenado; e deixaram-no levar.   7Conduziram a Jesus o jumentinho, cobriram-no com seus mantos, e Jesus montou nele. 8Muitos estendiam seus mantos no caminho; outros cortavam ramos das árvores e espalhavam-nos, pelo chão.  9Tanto os que precediam como os que iam atrás clamavam: “Hosana! Bendito o que vem em nome do Senhor!  10O Bendito o Rei?.que vai começar, o reino de Davi, nosso pai! Hosana no mais alto dos céus!”

——–

Comentando:

Jesus entra em Jerusalém, próximo a sua Paixão e por este motivo, aceita as aclamações do povo e entra na cidade como um rei pacífico. Seu ministério está prestes a terminar:

  • Cumpriu a Sua missão;
  • Pregou;
  • Fez milagres;
  • Manifestou, segundo os planos divinos, o que devia dizer acerca de Si;
  • Agora, nesta entrada em Jerusalém, mostra seu caráter messiânico.

O povo grita: “bendito o que vem em nome do Senhor”, desta maneira, estão a proclamar Jesus como o Messias por tanto tempo esperado. Mas, mais tarde, quando os chefes do povo, desencadearem a perseguição contra Jesus, este mesmo povo irá estar contra Ele.

Jesus quer servir-se de nós para realizar seus planos divinos, como se serviu do burrico para a Sua entrada triunfal em Jerusalém. Jesus contenta-se com um pobre animal por trono. Há centenas de animais mais formosos, mais hábeis e mais cruéis. Mas Cristo preferiu este para Se apresentar como rei diante do povo que O aclamava, pois Jesus prefere um coração moço, com passos simples, com voz firme, olhos limpos e ouvido atento à Sua Palavra de amor. É assim que reina em nossos corações.