DORFFMEISTER, István. Pentecost (1782), Hungarian National Gallery, Budapest.

Jo 7,37-39 Vigília de Pentecostes

37No último dia, que é o principal dia de festa, estava Jesus de pé e clamava: Se alguém tiver sede, venha a mim e beba. 38Quem crê em mim, como diz a Escritura: Do seu interior manarão rios de água viva (Zc 14,8; Is 58,11). 39Dizia isso, referindo-se ao Espírito que haviam de receber os que cressem nele, pois ainda não fora dado o Espírito, visto que Jesus ainda não tinha sido glorificado.

 ____

Comentando:

Se alguém tiver sede, venha a mim: A Festa dos Tabernáculos durava oito dias, onde o Sumo Sacerdote se dirigia a Fonte de Siloé e, numa taça de ouro, trazia para o Templo água com a qual aspergia o altar, recordando aquela água que manou no deserto (cf. Ex 17,1-7). A luz desta prática, o Senhor Jesus se apresenta como Aquele que pode saciar o coração do ser humano e lhe dar a paz.

Santo Agostinho (†430), dizia: “Criaste-nos, Senhor pata Ti, e o nosso coração está inquieto até que descanse em Ti”. Ainda, podemos citar Santo Afonso Maria de Ligório (†1787), com este comentário sobre Jesus: “Temos em Jesus Cristo três fontes de graças. A primeira: Misericórdia, onde podemos nos purificar de todas as manchas dos nossos pecados; A segunda fonte: Amor, pois desde o nascimento até a morte será impossível não se sentir abrasado, por seus exemplos; Terceira fonte: Paz, pois Jesus é o Deus da Paz”.

Do seu interior manarão rios de água viva: Jesus, provavelmente, está se referindo a profecia de Ezequiel (cf. Ez 36,25s), em que se anuncia que nos tempos messiânicos, o povo será purificado com água pura, receberá um Espírito novo e que será substituído o coração de pedra por um coração de carne. Na verdade, Jesus, uma vez exaltado como Filho de Deus, enviará no Pentecostes o Espírito Santo, que transformará interiormente todos os que crerem n’Ele.

Mas, cabe lembrar que antes de Pentecostes o Espírito Santo já havia atuado, podemos ver: 2Pd 1,21, onde no Antigo Testamento, os Profetas falam movidos pelo Espírito Santo; Lc 1,35, O Espírito Santo desce sobre a Virgem Maria na Anunciação; Lc 1,67-79, o Espírito move Zacarias a proclamar o “Benedictus” e Lc 2,25-38, onde Simeão proclama o “Nunc Dimíttis”.

Após a Ascensão ao Céu, o Espírito Santo vem. Efusão que o Evangelista João vê antecipada simbolicamente, no momento em que Jesus era transpassado pela lança na cruz, onde de seu lado brota sangue e água (Jo 19,34). Os Santos Padres consideram neste fato o nascimento da Igreja e a força santificadora dos Sacramentos, especialmente: Batismo e Eucaristia.

Vem Espírito Santo a nossa vida iluminar!