HERMANOLEON CLIPART

Para a multidão Jesus falava em parábolas: Mc 4,26-34

26Dizia também: O Reino de Deus é como um homem que lança a semente à terra. 27Dorme, levanta-se, de noite e de dia, e a semente brota e cresce, sem ele o perceber. 28Pois a terra por si mesma produz, primeiro a planta, depois a espiga e, por último, o grão abundante na espiga. 29Quando o fruto amadurece, ele mete-lhe a foice, porque é chegada a colheita. 30Dizia ele: A quem compararemos o Reino de Deus? Ou com que parábola o representaremos? 31É como o grão de mostarda que, quando é semeado, é a menor de todas as sementes. 32Mas, depois de semeado, cresce, torna-se maior que todas as hortaliças e estende de tal modo os seus ramos, que as aves do céu podem abrigar-se à sua sombra. 33Era por meio de numerosas parábolas desse gênero que ele lhes anunciava a palavra, conforme eram capazes de compreender. 34E não lhes falava, a não ser em parábolas; a sós, porém, explicava tudo a seus discípulos.

______________

Comentando:

Parábolas da semente e do grão de mostarda

A semente cresce sem o homem perceber, pois a terra por si mesma a produz, e, quando o fruto amadurece chega a colheita. Com esta comparação, exprime o Senhor, o vigor íntimo do crescimento do Reino de Deus na terra, até o dia do Juízo Final.

Jesus fala da Igreja e de seus discípulos: a pregação do Evangelho é a semente generosamente espalhada, que dará o seu fruto, não dependendo de quem semeia ou de quem rega, mas Deus que dará o incremento, pois tudo é realizado, sem que os homens se dêem plenamente conta.

Assim será a “Jornada Mundial da Juventude”, ótima oportunidade de se lançar a semente. A Igreja aproveita a oportunidade de reunir o mundo inteiro em um só lugar. Muitos jovens estarão ali, pela onda, estar conectado, curtir uma viagem ao Rio de Janeiro. Não importa, a semente será lançada e sem perceber, a imagem daquele Encontro ficará na mente, crescendo, produzindo frutos, até que amadureça, onde no final todos se encontrarão na Casa do Pai.

Sem perceber, a graça vai atuando em cada alma. É Deus operando silenciosamente em cada pessoa, promovendo uma transformação e fazendo brotar sinais de fidelidade, entrega e correspondência, até que se atinja a perfeição. Ainda que seja necessário o esforço humano, é Deus quem atua, porque o Espírito Santo vai dando um tom sobrenatural aos pensamentos, desejos e obras. Também é o Espírito Santo que dará luz, para que cada pessoa vá descobrindo sua vocação e força para que seja realizado aquilo que Deus espera. Desta forma, cada pessoa irá se conformando a pessoa de Jesus Cristo.

Nos vv. 30-32, observamos o contraste entre o pequeno e o grande. A semente do Reino é algo muito pequeno no princípio; depois será algo grande. Podemos comparar com o início da Igreja, a princípio com os apóstolos e depois vão surgindo discípulos e hoje como está espalhada pelo mundo, mas muitos não têm a nossa Fé. Mas, o Livro do Apocalipse, nos fala em Ap 7,9: de “uma grande multidão que ninguém podia contar”.

Este mistério do crescimento acontece em nós, basta assimilarmos as Palavras do Senhor, para que em cada um brilhe a misericórdia de Deus. Mas, para que isto aconteça é necessário que estejamos abertos à graça, nos façamos pequenos e humildes.

É bom estarmos com ouvidos atentos a escutar a Palavra, pois Formados e purificados pela própria Palavra no forno do silêncio, estaremos prontos para proferirmos palavras benditas, palavras que possuem um magnetismo especial, que libertam, acalentam, invocam emoções.