O domingo começa abençoado, quando participamos da Santa Missa, logo pela manhã. Após a maravilhosa Vigília Pascal na Paróquia São Francisco Xavier-Tijuca/RJ, no sábado à noite, hoje, domingo, foi o dia da Reunião da Congregação Mariana de Nossa Senhora de Lourdes, dos frades Capuchinhos, onde tive a graça de participar da Santa Missa celebrada por Frei Isidoro Mazarollo, professor da PUC. Beleza de homilia sobre a Ressurreição.

Na Formação aos congregados presentes, foi proposto o tema: “Duas Mães, dois Hinos”, baseado no trecho do Evangelho, onde “Maria entrou na casa de Zacarias e saudou Isabel” (Lc 1,40). Conversamos sobre a fidelidade de Maria; o levantar-se apressadamente; a humanidade de Maria em servir, comunicar e alegrar pela graça recebida. Então Maria sai a caminho e vemos o encontro de duas mulheres cheias de fé e do Espírito.

Há uma atmosfera de alegria, onde não estão presentes os homens. Zacarias ficou mudo. José está surpreendentemente ausente.

A oração de Isabel (Lc 1, 42-45): trata-se de uma proclamação.

A oração de Maria (o Magnificat: (Lc 1,46-55) Contra uma concepção cada vez mais “consumista” do mundo, contra o triunfo do possuir, do ter, da escravidão das coisas, o Magnificat exalta a alegria do partilhar, do perder para encontrar, do acolher, do admirar, da felicidade da gratuidade, da contemplação, da doação.

Concluímos pedindo a graça: da conversão, da alegria e da gratidão. E como gesto concreto devemos estar em saída, evangelizando e humanizando nossos ambientes. A visita a outras congregações, e proposta de encontros entre congregados na Região Norte será uma boa aposta de revitalização.