Mt 14,22-37

Depois que a multidão comera até saciar-se, 22 Jesus mandou que os discípulos entrassem na barca e seguissem, à sua frente, para o outro lado do mar, enquanto ele despediria as multidões. 23 Depois de despedi-las, Jesus subiu ao monte, para orar a sós. A noite chegou, e Jesus continuava ali, sozinho. 24 A barca, porém, já longe da terra, era agitada pelas ondas, pois o vento era contrário. 25 Pelas três horas da manhã, Jesus veio até os discípulos, andando sobre o mar. 26 Quando os discípulos o avistaram, andando sobre o mar, ficaram apavorados, e disseram: “É um fantasma”. E gritaram de medo. 27Jesus, porém, logo lhes disse: “Coragem! Sou eu. Não tenhais medo!” 28 Então Pedro lhe disse: “Senhor, se és tu, manda-me ir a teu encontro, caminhando sobre a água”. 29 E Jesus respondeu: “Vem!” Pedro desceu da barca e começou a andar sobre a água, em direção a Jesus. 30 Mas, quando sentiu o vento, ficou com medo e, começando a afundar, gritou: “Senhor, salva-me!” 31 Jesus logo estendeu a mão, segurou Pedro, e lhe disse: “Homem fraco na fé, por que duvidaste?” 32 Assim que subiram na barca, o vento se acalmou. 33 Os que estavam na barca, prostraram-se diante dele, dizendo: “Verdadeiramente, tu és o Filho de Deus!” 34 Após a travessia desembarcaram em Genesaré. 35 Os habitantes daquele lugar reconheceram Jesus e espalharam a notícia por toda a região. Então levaram a ele todos os doentes; 36 e pediam que pudessem, ao menos, tocar a barra de sua veste. E todos os que tocaram, ficaram curados.

***

O MAGIS da Fé. Jesus sabe de nossa fraqueza, sabe de nossa limitação, que teimamos em afirmar que somos bons, que somos capazes de segui-lo até o fim sem nunca falhar.

Por mais que eu seja uma pessoa capaz de movimentar outras em direção a Cristo, por mais que as pessoas me vejam como alguém que possa conduzir onde querem chegar, por mais que digam que sou iluminado, nada disso sinto, e tento até me afastar dessas rotulações, pois como Pedro, se fosse caminhar sobre o mar, mesmo o próprio Jesus me chamando, também afundaria.

O MAGIS provém desta grandeza do entendimento que não somos nada, mas lutamos e tentamos fazer o máximo possível para alcançar na imitação de Jesus, em todas as coisas. Mesmo sabendo que não vou conseguir aqui nesta vida caminhar sobre as águas, vou tentar, pois sei que Ele no momento exato me amparará. O que não posso é ter medo e não ir, me omitir e acreditar que não tem jeito. Creio Senhor, mas aumentai minha fé.