Evangelho (Mt 23,27-32)

Naquele tempo, disse Jesus: 27 “Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós sois como sepulcros caiados: por fora parecem belos, mas por dentro estão cheios de ossos de mortos e de toda podridão! 28 Assim também vós: por fora, pareceis justos diante dos outros, mas por dentro estais cheios de hipocrisia e injustiça.

29 Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós construís sepulcros para os profetas e enfeitais os túmulos dos justos, 30 e dizeis: ‘Se tivéssemos vivido no tempo de nossos pais, não teríamos sido cúmplices da morte dos profetas’. 31 Com isso, confessais que sois filhos daqueles que mataram os profetas. 32 Completai, pois, a medida de vossos pais!”

+++

Jesus há três dias vem batendo nesta tecla, insistindo para que mudemos nossas atitudes. Quantas vezes, agimos, às vezes até sem querer, mas agimos assim com nosso próximo.

Na Exortação Apostólica, o Santo Padre nos exorta a ir ao Encontro do pobre, nos incentiva a procurarmos os mais fracos e desprotegidos, pois é estendendo às mãos a estas pessoas, ou seja, amando e servindo ao outro, que estaremos agradando a Deus.

Não trata aqui de uma meritocracia, onde precisamos a partir de normas e regras atingir o Reino de Deus, mas sim um Encontro pessoal com Cristo, onde na humildade abrimos mão de certos valores que são valores mundanos e que às vezes não nos leva para Deus. Não quero ser mestre da lei, não quero ser fariseu e muito menos um hipócrita!