Graça: De estar em paz comigo mesmo, podendo ter serenidade para tocar a vida.

Foi uma semana forte, onde descobrimos que nosso corpo é templo, onde Deus habita e com isto hei de conformar a minha vida a D’Ele, Este é o grande sentido da quaresma. A opção pela vida e não pela morte é o que devo seguir, saber observar no dia a dia o que nos leva a vida em nossas ações, palavras, pensamentos.

Ainda, nos deparamos com a misericórdia de Deus, onde aprendemos que devemos ser misericordiosos, aprender a pedir perdão as pessoas, pelas falhas que cometemos. Por isto precisamos ser mais compreensivos e pacientes com as pessoas.

Também nesta semana, nos deparamos com a justiça de Deus, onde não devemos julgar as pessoas, pois é um pecado muito grave, pois devemos evitar fofocas e falar mal de outras pessoas. Aderir aos Mandamentos é fundamental.

Outro momento desta repetição é não procurarmos a divisão, mas de modo simples sempre a unidade, em nossa família, comunidades onde vivemos. Que sejam um é o que Eu quero mais, pois é o Espírito que age e faz. Precisamos ter esta abertura.

Ontem, ainda, tive a graça de participar de mais um Via Sacra, e depois Santa Missa, onde aprendemos que devemos viver em comunhão, amando com intensidade a Deus, o próximo e a mim mesmo. Este é o grande sentido de estar em comunhão.

Sinto que esta quaresma está sendo tão boa quanto aquela da época dos EVC com Pe. Paulo Pedreira… Que continue assim!