BARNABÉ E S. PAULO EM JERUSALÉM COM OS APÓSTOLOS (9,26-30)

26-30: “26Chegando a Jerusalém, tentava ajuntar-se aos discípulos, mas todos o temiam, não querendo crer que se tivesse tornado discípulo. 27Então Barnabé, levando-o consigo, apresentou-o aos apóstolos e contou-lhes como Saulo vira o Senhor no caminho, e que lhe havia falado, e como em Damasco pregara, com desassombro, o nome de Jesus. 28Daí por diante permaneceu com eles, saindo e entrando em Jerusalém, e pregando, destemidamente, o nome do Senhor. 29Falava também e discutia com os helenistas. Mas estes procuravam matá-lo. 30Os irmãos, informados disso, acompanharam-no até Cesaréia e dali o fizeram partir para Tarso.”

Após três anos na Arábia, numa espécie de deserto e missão (Gl 1,15-24), Saulo crê que pode retornar a Jerusalém. É a primeira vez que Paulo, após sua conversão, vai à Jerusalém. O motivo será visitar Pedro com quem passou 15 dias (cf. Gl 1,18). Assim como Ananias em Damasco, agora é Barnabé, em Jerusalém, que vai dar o seu apoio e acolhida. Não sabemos como Barnabé conhecia a vida dele e sua pregação em Damasco, mas é ele que vai ser âncora de Saulo, em Jerusalém.

Durante as duas semanas que permaneceu em Jerusalém pregou com audácia a sua fé na divindade de Jesus e, tal como em Damasco, ganhou a seguir a inimizade dos Judeus, que procuram matá-lo.

Saulo tinha muitos conhecimentos da cultura e da filosofia greco-romana, por isso se dirigia também aos helenistas (judeus nascidos e criados fora da Palestina e conheciam as Escrituras na versão grega). Como bom conhecedor da língua grega, Saulo intenta um diálogo com eles, mas se mostram irredutíveis e intransigentes. Assim Saulo vai fazendo o seu êxodo de sobrevivência por causa do nome de Jesus: de Damasco a Arábia, da Arábia a Damasco, de Damasco a Jerusalém e de Jerusalém a Tarso. Nessa missão e fuga transcorrem aproximadamente 8 anos.

Referência Bibliográfica:

  • VV.AA. BÍBLIA SAGRADA, Universidade de Navarra, Edições Theologica, Braga, PT, 1990;
  • MAZZAROLO, I., ATOS DOS APÓSTOLOS (ou Evangelho do Espírito Santo), Rio de Janeiro, RJ, 2014.